Negritude


Sou negro, sou noite
Sou escuridão
Sou negro, sou negro

Sou cor do carvão
Sou negro, sou negro
Esta é minha cor
Se Deus me fez assim
É por que tenho valor
Sou negro, sou petróleo
Riqueza do Brasil
Sou negro, não olho
Pra quem não me viu
Sou Congo, Angola, sou negro de lá
Foram meus antepassados
Trazidos a força pra cá.

Onesio Meirelles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *